SUSpdf

SUSpdf

_____Psicologia &m Foco
Vol. 4 (1). jul/dez 2014
A FORMAÇÃO EM PSICOLOGIA E A PROPOSTA DO SISTEMA ÚNICO DE
SAÚDE: POSSIBILIDADES
Jamily Fehlberg1
Resumo
Trata-se de um estudo teórico acerca do panorama político em saúde pública no Brasil,
no qual a centralidade está dada na relação entre a formação do psicólogo e as políticas
de Educação Permanente em vigor. Além disso, o texto traça um diminutopanorama
histórico das políticas públicas de saúde e Políticas Públicas de Educação Permanente
em Saúde após a década de 1970. Também argui como políticas diretivas à Educação
Permanente podem contribuir na formação do psicólogo brasileiro, o direcionando ao
trabalho com a comunidade em suas particularidades e necessidades. Destaca com isso a
importância da pesquisa na formação continua doprofissional de saúde, de acordo com
sua responsabilidade social.
Palavras – Chave: História, Educação Permanente, Formação em Psicologia.
Abstract
This is a theoretical study of the political landscape in public health in Brazil, which the
centrality is given in the relationship between the formation of the psychologist and
Permanent Education policies current. In addition, the text draws a miniaturehistorical
overview of public health policies and Public Policy of Continuing Health Education
after the 1970s. Also argue how the political policies Continuing Education can
contribute to the formation of the Brazilian psychologist, directing the working with the
community in their particularities and needs. Accentuate the importance of research in
continuous training of health professionals,according their social responsibility.
Key – Words: History, Continuing Education, Graduation in Psychology.
1
Psicóloga, Doutora –Universidade Federal do Espírito Santo e Professora da Faculdade Pio Décimo,
Aracajú/SE.
_____Psicologia &m Foco
Vol. 4 (1). jul/dez 2014
Introdução
mudanças de paradigmas na área da
A trajetória das recentes políticas
saúde mental e da psicologia da atençãopúblicas de saúde mental brasileira
primária.
possui
movimentos
atmosfera de lutas pela liberdade e por
populares que definiram a história
direitos dos mais básicos aos mais
mundial em muitos aspectos, sobretudo
individualizados, os quais estão hoje
nos direitos humanos (Ferreira Neto,
bastante evidenciados no discurso que
2011; Jacobi, 1993). A partir das
engendra a demanda aosprofissionais
primeiras décadas do século passado as
de saúde pública no país (Oliveira,
Américas foram invadidas por uma
2012).
atmosfera na qual imperava o “espírito
As linhas que seguem discutem como as
global de revoluções” (Oliveira, 2012).
políticas públicas de saúde brasileiras
Isso ocorreu em várias frentes como a
foram influenciadas por movimentos
luta contra a discriminação nos Estadossociais ao longo da história, e como
Unidos, que uniu grande parte da
permitiram conquistas inegáveis no
população às causas humanitárias em
campo da saúde após a constituição de
prol do fim da segregação racial e
1988. A psicologia na saúde e os
promoção de direitos igualitários entre
psicólogos também serão abordados em
os cidadãos (Quadrat, 2008).
vários momentos do texto, entretantoa
Por outro lado, a grande insatisfação da
grande
população
construída
influências
com
de
os
governos
Esses fomentaram uma
discussão
na
apresentada
interposição
será
entre
eminentemente neoliberais dos países
políticas públicas de Humanização,
Latino-Americanos e o sucesso do
Educação Permanente em Saúde, a
regime socialista na União Soviética, o
formação em saúde e atuação doqual reuniu muitos partidários nas
profissional
Américas, eram ameaças à hegemonia
adaptação
norte-americana na economia. Esses
políticas e as várias formas discursivas
movimentos
que os constitui.
grandes
revolucionários
incentivadores
foram
para
a
e
às
a
necessidade
demandas
sociais
de
e
Contexto Histórico e Político
construção do que hoje se entende por
As políticas de…