Resumo do Livro

Resumo do Livro

?Universidade federal do rio de janeiro departamento de engenharia elétrica – poli
HISTÓRIA DA ELETRICIDADE
Relatório abordando o texto indicado: Coleção “História Geral das Ciências” – Eletricidade e Magnetismo.
André Felipe A. Marandino Guimarães

INTRODUÇÃO
A coleção indicada aborda o processo de desenvolvimento e a difusão das ciências naturais ao longo da história mundial. Aparte estudada no curso aborda todas as etapas da descoberta da Eletricidade e do Magnetismo. Sendo um conceito não intuitivo, a descoberta do eletromagnetismo possuiu uma história longa e com muitos personagens. Longe de ser trivial, até hoje não descobrimos e explicamos tudo que envolve os fenômenos eletromagnéticos mas graças a Maxwell e a todos os outros físicos e cientistas envolvidos, possuímostodo o conhecimento relativo ao funcionamento dos fenômenos eletromagnéticos.

I – A DESCOBERTA DO ELETROMAGNETISMO
A idéia de eletricidade começou na Grécia Antiga com a observação de Tales de Mileto sobre a pedra Magnésia e as propridades do âmbar. Foi verificado que a fricção desses materiais poderia gerar atração e repulsão entre corpos e que alguns corpos se atraiam e repeliamnaturalmente sem fricção. Tal observação não chegou a diferenciar magnetismo de carga elétrica, levando filósofos do mundo antigo a acreditarem que eram o mesmo fenômeno.
Mesmo com a observação dos fenômenos elétricos e magnéticos no período A.C., a eletricidade não passou de mera curiosidade intelectual até meados do século XVII. Até então tudo que foi verificado foram características básicas dofenômeno magnético e do fenômeno elétrico sem sua separação. Até que então, no século XVII, o cientista inglês William Gilbert publicou um artigo sobre magnetismo e eletricidade: “De Magnete”. Nesse estudo Gilbert distinguiu objetivamente o fenômeno elétrico do magnético e criou a origem da palavra elétron (do grego electron que significa âmbar). Outra constatação interessante de Gilbert foi que ospólos da Terra eram sim, carregados magneticamente e não mera referência geométrica conservativa como antes se acreditava. Isso gerou uma série de repercussões que levaram ao entendimento real sobre posição astronômica, efeitos de rotação e translação e formato do planeta Terra.

Sendo reconhecido por muitos como o verdadeiro descobridor da eletricidade, Gilbert gerou condições e estímulos paratodos os trabalhos seguintes sobre a eletricidade. Logo em seguida, Otto von Guericke, notável físico experimental alemão, projetou e construiu a primeira máquina eletrostática, constituída de um globo de enxofre que sendo girado e friccionado com a mão, liberava centelhas elétricas semelhantes aos raios e relâmpagos.
O estudo do magnetismo e da eletricidade no século XVII forneceu ao mundoproduções essenciais mas não formulou leis e teoremas para explicar o funcionamento do eletromagnetismo. Os progressos no domínio do eletromagnetismo foram lentos e se mantiveram dessa forma até a segunda metade do século XVIII. Com os estudos de Stephan Gray e Charles Du Fay foi descoberta a existência de cargas diferentes na eletricidade (negativa e positiva) e foram elaboradas formas deeletrização por indução elétrica. Tais descobertas aceleraram e estimularam ainda mais as produções científicas na área de tal forma que em 1745 beseando-se nelas, Pieter van Musschenbroek criou a garrafa de Leyde (uma espécie de capacitor da época).
Quase que em sequência, do outro lado do mundo o estudioso americano, Benjamin Franklin realizava uma ampla pesquisa sobre a eletricidade. Em 1752, Franklinrealizou uma experiência com uma pipa com material condutor em meio a uma tempestade e comprovou a natureza elétrica dos relâmpagos. Além disso Franklin também foi responsável por verificar que alguns metais pontiagudos tinham facilidade de comunicar a eletricidade pelo ar. Todos os seus experimentos e constatações levaram-no a conclusão da existência das cargas negativas e positivas, conceito…