RELATÓRIO – DBO E DQO

RELATÓRIO – DBO E DQO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS – UFLA
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA
RELATÓRIO
Caracterização da qualidade da água em função de suas Demandas Química e
Bioquímica de Oxigênio (DQO e DBO)
Prof. Drª. Fátima Resende Luiz Fia1 (Professor)
Tales Camargos Abrantes1 (Graduando)
Thierry Alexandre Pellegrinetti1 (Graduando)
1
Departamento de Engenharia – UFLA
Relatório apresentado por exigência daDisciplina de Qualidade Ambiental – GNE 244, do
curso de Engenharia Ambiental e Sanitária
Lavras – MG
Março de 2014
1- INTRODUÇÃO
A matéria orgânica presente nos corpos d’água e nos esgotos é uma característica de
primordial importância, sendo a causadora do principal problema de poluição das águas: o
consumo de oxigênio dissolvido pelos microrganismos nos seus processos metabólicos de
utilização eestabilização da matéria orgânica (von Sperling, 2005). A DBO e a DQO são
parâmetros utilizados para inferir indiretamente sobre o grau de poluição de um corpo d’água.
A DBO é considerada como um importante parâmetro para o controle da poluição das
águas por matéria orgânica biodegradável. Em águas naturais, representa a demanda potencial
de oxigênio dissolvido que poderá ocorrer devido àestabilização dos compostos orgânicos
biodegradáveis, o que poderá reduzir os níveis de oxigênio nas águas abaixo dos exigidos pela
vida aquática. Trata-se de um importante padrão utilizado pela legislação para o
estabelecimento de padrões de emissão de despejos líquidos e padrões de manutenção em
corpos receptores. É um parâmetro imprescindível nos estudos de autodepuração dos cursos
d’água e composiçãodos índices de qualidade dos mesmos (SABESP, 2014).
A necessidade de avaliar-se a medida de matéria orgânica de um despejo liquido, num
intervalo de tempo menor que os 5 dias, necessários para o teste de DBO, tem levado à
substituição por outros testes mais rápidos, como por exemplo o teste da DQO. O teste da DQO
mede o consumo de oxigênio ocorrido em função da oxidação química da matériaorgânica. O
teste gasta de 2 a 3 horas para ser realizado e envolve a utilização de um agente oxidante forte
(von Sperling, 2005).
A DQO é um parâmetro indispensável nos estudos de caracterização de esgotos
sanitários e de efluentes industriais. A DQO é muito útil quando utilizada conjuntamente com
a DBO para observar a biodegradabilidade de despejos. Sabe-se que o poder de oxidação do
dicromato depotássio é maior do que o que resulta mediante a ação de microrganismos, exceto
raríssimos casos como hidrocarbonetos aromáticos e piridina. Desta forma, os resultados de
DQO de uma amostra são superiores aos de DBO. Como na DBO mede-se apenas a fração
biodegradável, quanto mais este valor aproximar da DQO significa que mais biodegradável será
o efluente (CETESB, 2014).
2- OBJETIVO
Esse trabalho tevecomo objetivo avaliar a qualidade da água pela determinação das
Demanda Bioquímica de Oxigênio (DBO) e Demanda Química de Oxigênio (DQO) da água
residúaria da suinocultura, sendo duas análises, uma referente à entrada do sistema de
tratamento biológico (entrada) e uma outra após passar pelo tratamento (saída).
3- MATERIAL E MÉTODOS
3.1 – Material
? Estufa incubadora para DBO;
? Proveta 100 mL;
?Béquer de 100, 500 mL;
? Frascos de DBO;
? Pipeta volumétrica de 100 mL;
? Erlenmeyer de 250 mL;
? Pipeta graduada de 2, 5, 10 mL;
? Pipeta automática;
? Bureta de 10 ou 25 mL;
? Papel absorvente;
? Balão volumétrico de 100 mL;
? Tubos para DQO, para refluxo fechado;
? Pera;
? Bloco digestor;
? Dispensete ou despensador;
? Espectrofotômetro.
3.2 – Reagentes
?
Solução alcalina de iodeto-azida;
?Solução de sulfato manganoso;
?
Solução de tiossulfato de sódio (Na2S2O3) 0,0125 mol l-1, padronizada;
?
Solução tampão fosfato;
?
Ácido sulfúrico concentrado;
?
Solução de cloreto de cálcio (CaCl2);
?
Solução de cloreto férrico (FeCl3);
?
Solução de sulfato de magnésio (MgSO4);
?
Solução Digestora (ácido sulfúrico diluído em água destilada + dicromato de potássio);
?
Solução…