Nanotecnologia

Nanotecnologia

?
Engenharia Mecânica – 1D
Nome: Matheus Henrique Delfino da Cruz
RA – 9902006406

Nanotecnologia – Desafios de uma tecnologia em ascensão.

Santa Bárbara D’ Oeste – SP – 2014
Introdução conceitual e histórica: O conceito desta ciência surgiu através dos estudos de Richard P.Feynman, publicamente exposto na palestra Sociedade Americana de Física realizada em 29 dedezembro de 1959.
O termo “nanotecnologia” foi referido pela primeira vez por Norio Taniguchi em 1974. Em escala nanométrica um elemento químico pode se tornar explosivo, pois seus componentes tomam uma nova postura química.
A evolução da nanotecnologia no futuro poderá trazer profundas inovações tecnológicas na comunicação, na economia, nas questões sociais, no meio ambiente e na área militar. Oconceito de “nanotecnologia” ficou mais difundido através dos trabalhos de Eric Drexler que, nos anos 80, publicou a obra “Engines of Creation”.
Drexler em seus estudos defendia a teoria hoje conhecida como nanotecnologia molecular, que na prática é a construção de um objeto átomo a átomo. Poderá existir, caso ocorra um descontrole nano tecnológico, a nano poluição que consistiria nos microobjetos pairando pela atmosfera e podendo invadir diversos tipos de organismos como o corpo humano.
Com a organização de átomos, a nanotecnologia é uma ciência que possibilita a capacidade de criar objetos em diferentes “microescalas” usando o sistema de planejamento em engenharia molecular. Esta área científica poderá ser responsável por uma nova revolução em diversas áreas: industrial, medicina,eletrônica, ciência da computação, física, química, biologia e engenharia, etc.
O objetivo é produzir dispositivos em escala atômica (referida como escala nano) a partir dos átomos.
Agronegócio – Em dezembro de 2002, o Departamento de Agricultura de Estados Unidos (USDA, suas sigla em inglês) publicou uma primeira aproximação sobre a nanotecnologia em sua área. Segundo a nova visão nanotecnológica, a agricultura será mais automatizada e industrializada, e se reduzirá a funções fragmentadas, eliminando ainda mais pessoas do trabalho agrícola. Seguindo a tendência que se potencializou a engenharia genética, de controle corporativo desde a semente até o produto no supermercado, a agricultura nano tecnológica controlaria inclusive os átomos que compõe esses produtos.
Todas as corporações quedominam o negócio mundial dos transgênicos estão investindo em nanotecnologia. A Monsanto tem um acordo com a empresa nano tecnológica Flamel para desenvolver seu herbicida Roundup (glifosato) em uma nova formulação em nano cápsulas. O principal objetivo deste acordo é ganhar uma extensão de sua patente por outros 20 anos. Pharmacia (agora parte de Pfizer), tem patentes para fabricar nano cápsulasde liberação lenta usadas em “agentes biológicos como fármacos, inseticidas, fungicidas, praguicidas, herbicidas e fertilizantes”. A Syngenta patenteou a tecnologia Zeon, microcápsulas de 250 nanômetros que liberam os praguicidas que contêm o contato com as folhas. Já estão à venda com o inseticida Karate, para uso em arroz, pimentão, tomates e milho. A Syngenta também tem uma patente sobre umanano cápsula que libera seu conteúdo ao contato com o estômago decerto insetos (lepidóptera) lagartas.
Segundo a Syngenta, estas nano cápsulas tornariam mais seguro o manejo de praguicidas perigosos. Justificam assim o maior uso de agrotóxicos e a reintrodução de praguicidas de alta periculosidade. Mas, como as nano partículas são tão pequenas, podem atravessar osistema imunológico, mover-se a través da pele, aos pulmões e outros órgãos. Ninguém conhece o que sucederá com estas partículas artificiais a sua interação com os humanos, também com o ambiente, insetos benéficos, fauna e flora silvestre. O que acontecerá com as nano cápsulas que não “explodem”, ao ser logo ingeridas por animais ou humanos?
O USDA também planeja a utilização de exércitos de nano…