memoria

memoria

?FUNDAÇÃO DE ASSISTÊNCIA E EDUCAÇÃO – FAESA
FACULDADES INTEGRADAS ESPÍRITO-SANTESES
PSICOLOGIA
BIANCA LOPES SCHULTER
CAROLINA PEREIRA RIBEIRO
CLAUDIA MOREIRA BAUER
DANIELE PEREIRA SILVA
ELIANE MARTINS DA COSTA DEBONI
LUCIANO SOUZA MOTTA
SALENE RIBEIRO DIAS CAMPOS
VALDOMIRA DA COSTA
ESTRATÉGIAS DE MEMÓRIAS E METACOGNIÇÃO:
UM APOIO AO ALUNO VIDENTE E DEFICIENTE VISUAL

VITÓRIA2015
BIANCA LOPES SCHULTER
CAROLINA PEREIRA RIBEIRO
CLAUDIA MOREIRA BAUER
DANIELE PEREIRA SILVA
ELIANE MARTINS DA COSTADEBONI
LUCIANO SOUZA MOTTA
SALENE RIBEIRO DIAS CAMPOS
VALDOMIRA DA COSTA

ESTRATÉGIAS DE MEMÓRIAS E METACOGNIÇÃO:
UM APOIO AO ALUNO VIDENTE E DEFICIENTE VISUAL

Trabalhodo curso de Psicologia apresentado às Faculdades Integredas Espírito-santeses – Faesa, como critério para obtenção de créditos parciais na disciplina de Processos Psicológicos Básicos I sob orientação do Professor Doutor Alessandro Fazolo Cezario.

VITÓRIA
2015
INDICE

1 INTRODUÇÃO…………………………………………………………………………………………..4
2O PROBLEMA…………………………………………………………………………………………..5
2.1 FORMULAÇÃO DO PROBLEMA
3 HIPÓTESE…………………………………………………………………………………………………6
4 OBJETIVOS………………………………………………………………………………………………7
4.1GERAL
4.2 ESPECÍFICO
5 JUSTIFICATIVA………………………………………………………………………………………….8
6 REFERENCIAS………………………………………………………………………………………….9

1 INTRODUÇÃO
Uma das funções primordiais do sistema escolar são a transmissão e aquisição de conhecimentos e valores, assim tanto os paisquanto a sociedade em geral esperam que os alunos na escola aprendam alguma coisa do que é ensinado e que sejam capazes de recordar mais tarde. As investigações realizadas no âmbito da psicologia cognitiva nas áreas da aprendizagem e memória humanas têm implicações importantes a nível escolar. A aquisição do conhecimento, para os psicólogos cognitivos adeptos da Teoria do Processamento daInformação, implica em que os indivíduos sejam capazes de ir além do conhecimento factual em direção ao desenvolvimento de uma capacidade de pensar sobre os próprios pensamentos.
Neste contexto, a aprendizagem não é independente dos outros processos mentais de atenção, percepção, memória e raciocínio, sendo o conhecimento de que somos portadores o resultado da mediação mais ou menos coordenada dos váriosprocessos cognitivos. Esta interdependência ocorre porque a estrutura e significado do “material a ser aprendido” está em grande parte dependente do conhecimento atualmente retido na memória. O atual conhecimento de uma pessoa não só influencia a aprendizagem de novos conhecimentos e informações pelo aprendiz, mas também o modo como o material será organizado para retenção e recuperação futura. Arelação entre aprendizagem e o desempenho escolar de alunos, tem sido um referencial teórico para a Psicologia Cognitiva baseada na Teoria do Processamento da Informação. Essa aquisição contribui para uma reflexão, tanto sobre a possibilidade de fortalecer a capacidade de aprendizado de alunos com ou sem necessidades especiais, assim como o desempenho escolar e a formação de educadores. Desdeentão, as teorias recentes de aprendizagem têm se preocupado com a interação entre o material a ser aprendido e os processos psicológicos necessários para aprender, enfatizando o estudo sobre o modo pelo qual o aprendiz obtém, seleciona, interpreta e transforma a informação.
Assim sendo, o objetivo dessa pesquisa é rever criticamente a relação entre as estratégias de aprendizagem e o desempenho…