EDUCA AO FISICA 1

EDUCA AO FISICA 1

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
educaçao fisica
DOUGLAS FERNANDO TUMELERO

PROJETO POLITICO PEDAGOGICO

QUILOMBO
2014

DOUGLAS FERNANDO TUMELERO

PROJETO POLITICO PEDAGOGICO

Trabalho apresentado ao Curso de Educaçao Fisica da UNOPAR – Universidade Norte do Paraná, para a disciplina Organizaçao do Trabalho Pedagogico,Filosofiada Educaçao e Pensamento Pedagogico, Psicologia da Educaçao e da Aprendizagem , Seminario da Pratica II
Prof. Marlizete Cristina Bonafini Steinle, Jose Adir Lins Machado, Vilze Vidotti Costa, Mari Clair Moro Nascimento, Regina Celia Adamuz, Taise Ferreira da Conceiçao Nishikawa, Reinaldo Benedito Nishikawa

QUILOMBO
2014
SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO 3
2 DESENVOLVIMENTO 4
3 CONCLUSÃO 8
BIBLIOGRAFIA9

1 INTRODUÇÃO
O presente trabalho augura tecer algumas considerações referentes ao Projeto Político Pedagógico (P.P.P) da escola atual.
E para a efetuação desse objetivo, tomaremos como referencial teórico, textos de fundamental pertinência, pertencentes a Arnoldo Nogaro e Ilma Passos. Veremos que ambos os autores vêem nos chamar a atenção no sentido de nosajudar a pensar de maneira mais reflexiva acerca do presente contexto educacional.
Além disso, veremos no decorrer do trabalho que eles defendem a autonomia da escola, no que concerne a estruturação do P.P.P, ou seja, segundo eles é necessário que haja uma certa rejeição da influência burguesa em relação aos direitos escolares e de acordo com os mesmos, necessitamos mais do que nunca, lutarmos emprol de direitos iguais para todos os estudantes, principalmente na maneira de ensina

2 DESENVOLVIMENTO
Em razão disso, todo o projeto pedagógico da escola de certa forma é também um projeto político por estar inteiramente ligado ao compromisso sócio-político. No dizer de Nogaro, a ausência de um P.P.P. impossibilita o desenvolvimento educacional de toda e qualquer escola. É claroque a escola sem ele caminha, mas para aonde? Na verdade, o político juntamente com o pedagógico é visto como um processo contínuo de reflexão e discussão dos problemas da escola, tentando assim encontrar meios favoráveis á efetivação de sua intencionalidade constitutiva, levando assim, todos os membros da comunidade escolar o exercício da cidadania. Ora, uma das coisas que precisamos saber, éque não se pode entender a questão política-pedagógica como mecanismos dissociados e/ouavulsos, quando ambos andam juntos.
O P.P.P. preocupa-se em propor uma forma de organizar o trabalho pedagógicovisando uma superação dos conflitos, buscando rechaçar as relações competitivas, corporativas e autoritárias. Na tentativa, de acabar com a rotina do mundo interno da instituição.
A maior obrigação daescola é educar e, por falar em educação, sabemos que ela é um dos fatores responsáveis pela transformação e evolução da sociedade. Portanto, precisa dar a sua contribuição. Ela ajuda os educandos à “abrir os olhos” no sentido de perceberem e defenderem seus direitos perante a sociedade, proporcionando-lhes uma maior visão acerca do que compete a eles desenvolver na sociedade em que estão inseridos.Mais ou menos nessa linha Gadotti enfatiza o seguinte: “Todos não terão acesso à educação enquanto todos – trabalhadores e não trabalhadores em educação, estado e sociedade civil – não se interessarem por ela. A educação para todos supõe todos pela educação” (2001, p.40).
É sabido que o P.P.P. está relacionado com a organização do trabalho pedagógico em pelo menos dois momentos decisivos, osquais, com base em Ilma citaremos a seguir: “como organização da escola como um todo e como organização da sala de aula, incluindo sua relação com o contexto social imitado, procurando observar a visão da totalidade” (1995, p.14). Entretanto, é necessário entender que o P.P.P. da escola, oferecerá caminhos indispensáveis à montagem do trabalho pedagógico, que engloba o trabalho do docente na ação…