5560 24131 2 PB

5560 24131 2 PB

DOI:10.5212/PraxEduc.v.10i1.0002
Diversidade sexual e homofobia: a cultura
do “desagendamento” nas políticas públicas
educacionais
Sexual diversity and homophobia: a
“disarrangement” culture in public educational
policies
Diversidad sexual y homofobia: la cultura desagendarla en las políticas públicas educativas
Isaias Batista de Oliveira Júnior*
Eliane Rose Maio**
Resumo: Os níveis dedesqualificação resultantes do processo de “heteronormatização
compulsória” que incidem nas pessoas Lésbicas, Gays, Bissexuais, Bigêneros, Travestis,
Transexuais, Transgêneros, Queers, Questionadores, Intersexos, Indecisos, Assexuados e
Aliados emergem nas mais diversas instâncias. Como agente de diálogo, a escola tem se
caracterizado como um local estratégico de implementação de políticas públicas e,nesse
contexto, emergem ações como os programas Escola sem Homofobia e Saúde e Prevenção na
Escola. Com o intuito de promover a discussão acerca de estratégias desenvolvidas no
cenário nacional, traz-se à discussão seus produtos: Kit Gay, Guia de Adolescentes e Jovens
para a Educação entre Pares e Histórias em Quadrinhos. Utilizando a pesquisa bibliográfica
como metodologia, faz-se um recorte de umadissertação de mestrado de forma a trazer
a teoria dos Estudos Culturais como sustentáculo do discurso. Diante da suspensão
governamental desses materiais, percebe-se o quão difícil é levantar-se contra a opinião
pública. Contudo, a recusa da maioria não dá ao Estado o direito de reter direitos
básicos das minorias.
Palavras-chave: Kit de Combate a Homofobia. Projeto Escola Sem Homofobia.
ProgramaSaúde e Prevenção na Escola. Histórias em Quadrinho.
Abstract: Levels resulting from the disqualification of “compulsory heteronormativity”
process that focus on Lesbians, Gays, Bisexuals, Bigenders, Transvestites, Transsexuals,
Transgenders, Queers, Questioners, Intersexes, Indecisives, Asexuals and Allies people
emerge in several instances. As a dialog agent, the school has been characterizedas
Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual Paulista “Júlio de
Mesquita Filho” (UNESP). E-mail:
*
**
Professora da Universidade Estadual de Maringá (UEM). E-mail:
Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 10, n. 1, p. 35-53, jan./jun. 2015
Disponível em:
35
Isaias Batista de Oliveira Júnior, Eliane Rose Maio
a strategic place to implement public policies and, in this context, emerge actions as
the School without Homophobia and Health and Prevention in School programs. In
order to promote the discussion on strategies developed in the national scenario, it is
discussed its products: Gay Kit, Adolescents and Youth Peer Education Guide andComic Books.
Using bibliographical research as a methodology, excerpts of a master’s thesis are used
so as to bring the theory of Cultural Studies as a mainstay of discourse. Given the
government’s suspension of these materials, one realizes how difficult it is to stand up
against public opinion. However, the refusal of the majority does not give the State the
right to withhold basic rights ofminorities.
Keywords: Fighting Homophobia Kit. School without Homophobia Project. Health
and Prevention in School Program. Comic Books.
Resumen: Los niveles resultantes de la descalificación del proceso “heteronormatização
obligatorio” que se centran en las personas lesbianas, gays, bisexuales, Bigêneros, travestis,
transexuales, transgéneros, Queers, interrogadores, intersexuales, indecisos, asexualesy
aliados surgen en varios casos. Como agente de diálogo la escuela se ha caracterizado
como un lugar estratégico para poner en práctica las políticas y acciones públicas en este
contexto emergen como la Escuela sin Homofobia y Programas de Salud y Prevención
en las Escuelas. Con el fin de promover la discusión de las estrategias desarrolladas en la
escena nacional llevar sus productos a la…